Artigo: Autossabotagem pelo Theta Healing®

Escrito por: SuelÍ Rocha |  Postado em:  | Categoria: 

Autossabotagem pelo ThetaHealing®

O que significa autossabotagem? A autossabotagem é o ato ou efeito de minar, solapar, dificultar ou impedir por meio de resistência passiva tudo o que o pode levar adiante com facilidade. Quando uma pessoa percebe que está se sabotando, de certa forma se sente estagnada em um ponto, incapaz de dar um passo à frente para realizar seus sonhos sejam eles quais forem.

Quanto mais uma pessoa diz estar se autossabotando, mais ela afirma ao seu subconsciente que esta é a forma de ela sobreviver sem acessar a dor que a colocou nessa situação. Logo, ela não está sabotando o ato de seguir em frente, mas a possibilidade de vir a sentir a mesma dor do passado. Assim, não sente a dor, mas também não sente a recompensa de realizar o seu desejo.

Como saber que dor ou que pensamento o está guiando ou imobilizando? Com a técnica Thetahealing®, indo ao 7º. Plano da Existência conversar com o Criador, você sentirá todo o apoio e o amor incondicional do Universo ao seu redor.

Com a ajuda de um praticante ThetaHealear, você poderá chegar à dor sem precisar acessá-la na profundidade, mas fazendo isso por meio de uma imagem ou de uma sensação e reprogramando o que o paralisa, ter a força, a coragem e conseguir ultrapassar o ponto da paralisação.

Ultrapassar o ponto da paralisação em uma sessão? Em geral, em uma sessão posterior, já se sentindo mais fortalecido, poderá aprofundar até chegar à crença inicial ou crença-raiz, que promove a autossabotagem e então poderá superar todo o trauma ou o choque, se sentir livre, colocando nas mãos do Criador de Tudo Que É o objeto de sofrimento.

Pode-se aprender a viver sem sofrimento, sem mágoa, sem ressentimento, sem o negativo, para que nos sintamos fortes e felizes.

O objetivo da técnica ThetaHealing® é relembrarmos que somos seres divinos em um corpo físico e que este corpo é sagrado a partir da possibilidade de ele permitir que o sagrado em nós se realize na Terra. Se você já um ThetaHealer, é interessante você ter um papel para escrever os pensamentos e poder testá-los depois.

Toda vez que deixar de fazer algo, tomar uma iniciativa que poderia leva-lo a uma autorrealização, surge um medo, uma ideia de que precisa ser perfeito, errar é ruim ou qualquer outra afirmação que o impede de seguir adiante com graça e leveza.

Toda vez que os pensamentos são reafirmados no subconsciente, a vibração emitida por eles aumenta e provoca um desconforto maior. Alguns acreditam que estão atraindo aquilo, outros entram em estado de ansiedade ou de depressão por acharem que não têm capacidade, não são bons o suficiente, são ruins, estão abandonados pelo Criador, sem apoio, e a autoestima cada vez fica mais abaixa.

Situações e eventos negativos, todos temos e só nós mesmos podemos nos liberar deles. Deixar com o outro o que é dele, o que é a verdade dele, a experiência dele.

Será que desejo continuar tendo experiências de confronto, de desconforto, de me sentir inferior, de me sentir incapaz, de me sentir estagnado e carente? Eu posso mudar o que não desejo mais e sair dessa frequência negativa, dessa energia imobilizadora.

Quem vê seus erros, ao reconhecê-los, pode perceber a lição aprendida com os desafios e a partir daí sair da autossabotagem, por se cuidar como adulto no agora.

Nesse momento, pode pegar a chave que abria a porta para a continuidade desses erros, reconhecer a lição apreendida, pintar a porta e a fechadura de branco e sentir a alegria de ser melhor a partir desses erros. No agora, pode também enviar “gratidão” à pessoa que serviu de espelho para ver a sombra refletida, e enviar também a nova sensação interna no agora.

Para reconhecer as crenças, você pode fazer teste muscular. O próprio corpo ser seu pêndulo. Diz alto: “sim, sim, sim”, e o corpo deve ir para frente. Diz alto: “Não, não, não”, e o corpo deve ir para trás.

No curso DNA 1 do ThetaHealing®, você aprende três formas de testar suas crenças limitantes e poderá ajudar a confirmar ou não cada crença no seu subconsciente e que influenciam seu dia-a-dia independentemente de sua vontade. Importante você estar em um ambiente tranquilo e nele ficar sem ser interrompido.

Após os testes, vá para o comando de liberação e substituição de crenças de autossabotagem.

Vamos conversar sobre cada pensamento.

  1. Prefiro manter a vida que conheço. Em geral, um sabotador prefere a vida conhecida, fazer o que já sabe fazer, para não sair da zona de conforto.

  2. Lido bem com o que já tenho hoje. Por que me abrir ao novo, se o que tenho é suficiente? Por que me arriscar, se posso fracassar, ser invejado? Essa pessoa também não sente o prazer da vitória de se autossuperar, de perceber que tem mais dons, outras capacidades.

  3. Tenho medo de arriscar. Um sabotador pode pensar que se ele se arriscar, pode dar errado e não sairá da situação como um vitorioso. Isso, provavelmente, acabaria com a arrogância dele, perceberia que é igual a todos – passível de errar e de acertar. Também essa pessoa não percebe o quanto tem de coragem por permanecer em um lugar ilusório de poder.

  4. Sinto-me oprimido e paralisado. O autossabotador está oprimido por quem? Por ele mesmo. Se não realiza algo, permanece estagnado em seus pensamentos limitantes, nas energias paralisadoras, não recebe crítica, mas está se acabando por tanta autocrítica e tanto autojulgamento. Com isso permanece em um espaço solitário, de pouca convivência social e quando participa do social, sente este negativo, é o outro e não percebe que o outro reflete apenas algo que dói tanto dentro dele mesmo.

  5. Sou inferior. Quem o colocou no posto da inferioridade? Ele mesmo mais uma vez – o autossabotador. Por estar no campo das energias negativadas pelos pensamentos de desconforto, ficando em pensamentos e sentimentos autorrecorrentes, solitários e imaginários, pensamentos mágicos infantis, julga-se negativamente, assume a máscara da superioridade e seu subconsciente é corroído pelo pior juiz que é o juiz interno negativo.

  6. Tenho sensação de abandono. De onde vem esse abandono? De si mesmo. Muitas vezes desde a sua concepção por sentir algo estranho quando foi descoberto no útero materno e o pai ou a mãe ou os dois não queriam filho/a naquele momento. Esqueceu que a força da vida nele superou isso, foi amado e viveu pelo amor que recebeu, a nutrição, tudo que a vida lhe deu para ser quem é hoje. Teve o suficiente. E hoje se abandona, sua mente para fugir da realidade, se torna mais poderosa, mais forte, esquecendo que o corpo está sofrendo, sentindo o quanto está sozinho no cotidiano e acaba cansando, adoecendo e o estado de ansiedade até podendo tomar conta dessa pessoa que se esquece de ela mesma.

  7. Tenho baixa autoestima por desconforto. Verdade. Tem muito desconforto, muitos pensamentos e sentimentos desconectados, como duas forças internas opostas. A cada vez que alguém se autossabota, a autoestima diminui mais, o desconforto interno aumenta e a pessoa se sente incapaz, tolhida para avançar, para conseguir buscar uma atitude satisfatória por e para ela.

  8. Experimento incapacidades constantemente. Pelo medo de dar passos diferentes dos já conhecidos, medo de ter atitudes novas, medo de resolver situações de forma inusitada para si mesmo, a pessoa quer que o mundo à sua volta gire do jeito que conhece. O tempo passa e evidentemente a incapacidade de controle, de manipulação do tempo e a manipulação de todos aumenta.

  9. Procrastino e reforço a autossabotagem. Causas de autossabotagem por adiamento, procrastinação podem ser por se sentir incapaz, ter pensamentos e sentimentos de incapacidade, estado de medo, de pouca valia, de se sentir insuficiente, de seu conhecimento para realizar algo ser pouco, de deixar para depois, para amanhã, para um dia quando tiver tempo e de poder pesquisar mais a respeito.

  10. Desconheço meu valor pessoal. Como alguém pode reconhecer seu valor, se você permanece na zona de conforto e vive sob máscaras? Se todos à sua volta desconhece sua verdadeira maneira de ser? Como pode ser reconhecido seu valor se o omite nas relações, nas situações do dia-a-dia? Isso retorna ao autossabotador da forma como se coloca para o mundo e cai na própria armadilha que o sabota por inconscientemente estar mostrando todo o tempo sua falta de autoconfiança, sua falta de segurança.

Agora você, ThetaHealer testa os pensamentos em negrito. Muito bom ter testado suas crenças limitantes sobre autossabotagem, e se deu “não” para todas, parabéns! Livre arbítrio assumido?

Se deu “sim”, comande a liberação e substituição de crenças limitantes sobre autossabotagem.

Respire profundo, expire pela boca como enchendo uma bola de ar, de aniversário, por três vezes.

Relaxe o corpo, permita que a respiração abra todas as áreas do seu organismo que possam estar bloqueadas, para que você tenha seu poder de decisão desbloqueado e também cada vez mais sua autoconfiante seja fortalecida por novo prana.

Comande: “Criador de Tudo que É, é solicitada a liberação e substituição de crenças limitantes sobre autossabotagem em todas as línguas, raças, etnias, meu DNA, gerações, reinos, direções, choques, traumas e substituídas por amor incondicional.

Expanda amor a partir de seu coração adulto para esse outro você, esse outro “eu” seu que era sabotador, por todo seu DNA, gerações, reinos, direções.

Observe a liberação das crenças, a nova energia chegando e ocupando lugar até seus pés.

Sinta a força dos seus Anjos, de toda sua Equipe Espiritual e a Luz Branca, Branca, Branca envolvendo vocês, a crença limitante, sentindo o Criador no comando de sua vida a partir de agora.

Ao sentir a nova energia chegar aos seus pés, se veja agindo de forma diferente em uma situação que você deseja resolver a partir de agora de forma clara e segura segundo o seu coração.

 E agora se você se desejar, pode fazer a meditação. Meditação "Autossabotagem #1", Canal no YouTube: Suelí Rocha - Frequencia Theta 

Abra os olhos. Boa continuação no seu trabalho interior. Há vídeos e outros temas que você pode explorar.

Gratidão pela confiança. Até o próximo texto, quando nos encontraremos virtualmente. Bom trabalho! Suelí Rocha, instrutora de ThetaHealing® Curitiba, 08/11/2017.

 

 

Sobre a loja

Tudo que você precisa para práticas de uma vida melhor. Com essa técnica terapêutica que ajuda o indivíduo a reencontrar-se com o seu corpo, a perceber o que realmente se está a passar no mais profundo do seu Ser.

Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Frequencia Theta - CNPJ: 33.562.686/0001-63 © Todos os direitos reservados. 2021