CURA SEGUNDO O THETA HEALING

 

CURA

Como o próprio nome Theta Healing, talvez você esteja interessado em saber nesta técnica o que significa curar.

Segundo o dicionário, “cura é o reestabelecimento da saúde, é o meio de debelar a doença, é o tratamento preventivo da saúde e é a regeneração”.

Vianna diz na pág. 15 de seu livro Theta Healing: “Curas e leituras são baseadas no poder do pensamento controlado e focado. A fim de controlar e focar o pensamento, temos de aprender tudo o que pudermos do nosso potencial inerente. A fim de compreender o processo, você deve primeiro reconhecer suas próprias habilidades intuitivas”.

No Theta Healing, sem a permissão da outra pessoa, a única coisa que um praticante pode fazer é enviar amor incondicional, que promove a cura no ponto necessário independente do que a pessoa está propriamente sentindo.

Você deve estar se perguntando: Que cura é essa que é feita?

Quem faz a cura é o Criador de Tudo o que É, Deus, Buda…

O praticante é apenas o observador que testemunha a cura feita.

Está comprovado cientificamente que é possível mudar a imagem mental. O cérebro sem saber se aconteceu ou não, passa a possibilitar a mudança. Isso pode ser comprovado como ocorreu na historia abaixo:

Um cientista de Phoenix – Arizona queria provar essa teoria e precisava de um voluntário que chegasse às últimas consequências. Conseguiu um em uma penitenciaria, um condenado à morte que seria executado na penitenciária de St Louis no estado de Missouri, onde existe pena de morte executada em cadeira elétrica. Propôs a ele o seguinte: Ele teria uma chance de sobreviver caso o sangue coagulasse e se isso acontecesse, ele seria libertado; caso contrário, ele iria falecer pela perda do sangue, porém teria uma morte sem sofrimento e sem dor. O condenado aceitou, pois era preferível desta forma a morrer na cadeira elétrica. 
O condenado foi então colocado em uma cama alta, dessas de hospital, tendo seu corpo imobilizado. Fizeram um pequeno corte em seu pulso e embaixo do pulso foi colocada uma pequena vasilha de alumínio. Disseram a ele que ele ouviria o gotejar de seu sangue na vasilha. O corte foi superficial e não atingiu nenhuma artéria ou veia sendo o suficiente para ele sentisse que seu pulso fora cortado. Sem que ele soubesse, debaixo da cama havia um frasco de soro com uma pequena válvula, ao cortarem o pulso abriram a válvula do frasco para que ele acreditasse que o som do gotejamento era o sangue dele que estava caindo na vasilha de alumínio (quando, na verdade, era o soro do frasco). De 10 em 10 minutos, o cientista, sem que o condenado visse, fechava um pouco a válvula do frasco e o gotejamento diminuía. O condenado acreditava que era seu sangue que estava diminuindo e com o passar do tempo ele foi perdendo a cor e ficando cada vez mais pálido. Quando o cientista fechou por completo a válvula, o condenado teve uma parada cardíaca e faleceu sem ter perdido sequer uma gota de sangue. O cientista conseguiu provar que a mente humana cumpre, ao pé da letra, tudo que lhe é enviado e aceito pelo seu hospedeiro, seja algo positivo ou negativo, e que sua ação envolve todo o organismo tanto na parte orgânica quanto na psíquica”.  (http://www.rhportal.com.br/artigos-rh/a-mente-humana-programao-neurolingustica/)

Pode-se, no Theta Healing, transformar uma crença negativa, um sentimento ou até mesmo uma doença em cura. Essa cura pode ser física, emocional, espiritual, genética, de vidas passadas. Tudo isso dependerá da pessoa e do quanto ela se permitir aprofundar em suas próprias questões.

E na página 17 de seu livro, Vianna diz: ”Palavras e formas-pensamento se tornam ampliadas quando no estado Theta. Mantendo um estado Theta consciente, você pode criar qualquer coisa e mudar instantaneamente a realidade”.

  Suelí Rocha, Curitiba/PR/BR.

Você pode acessar: http://curadocancerpelaproprialuz.blogspot.com.br/

 AVISO: De acordo com a legislação vigente, o conteúdo deste blog não substitui a apropriada assistência médica , legal, financeira ou psicológica. De modo que, aceitar o conteúdo do mesmo estará sujeito a sua própria interpretação e uso. Os artigos aqui publicados estão escritos para estudiosos do assunto.

Entre em contato para mais informações




Compartilhe
Mais Artigos